Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

22
Dez15

Férias de Natal #1

Mom Sandra

Primeiro dia de férias escolares das miúdas.

A manhã passou-se calmamente, sem a habitual pressa matinal. Elas tomaram o pequeno-almoço como gostam, em frente à tv.

 

DSC_0006.jpg

 

Mais tarde fomos a pé, à aldeia mais próxima, fazer compras de Natal... O dia fantástico convidou-nos a dar um passeio pelo campo. Ouvimos os pássaros. Olhámos as flores. O vento soprava frio, mas o sol aqueceu-nos. Uma boa conjugação de um dia primaveril. O caminho fez-se com boas conversas e canções. E risos... tantos!

 

DSC_0007.jpg

 

Decidimos voltar para casa a pé e fomos por um outro caminho. A serra estava a ficar totalmente encoberta e o dia estava a começar a ficar mais frio...

 

DSC_0003.jpg

 

A meio deparámo-nos com esta surpresa:

 

DSC_0034.jpg

 

Quem adivinha o que é?

 

duas pistas:

1) é um fruto.

2) está fora de época (normalmente crescem no Verão).

 

 

(Hoje foi mais um dia de fortalecermos laços e de percebermos que a Natureza está a mudar... desconfiamos que para pior)

 



23
Abr15

Era uma vez uma menina que aprendeu a ler

Mom Sandra

Essa menina tinha 5 anos. E desde que aprendeu a ler a sua vida mudou!

Ela passou a ler todas as letras de todas as palavras que apareciam à frente dos seus olhos.

E passou a ler as legendas dos desenhos animados para a sua irmã mais nova.

E um dia, ainda encantada com a magia que conseguia fazer, ensinou a sua irmã mais nova a ler.

Essa menina sou eu...

 

Eu adoro ler! Sempre adorei!

Não me recordo de quando aprendi a ler, mas gostava de ter sido o meu pai, nessa altura, para poder assistir ao meu ar maravilhado sempre que juntava as letras e conseguia construir as palavras escritas nos jornais, ou nas paredes, ou nos toldos das lojas, ou nos livros!

Eu não me lembro, mas gostava de ter sido o meu pai e de ter ficado com os olhos a brilhar por eu ter os meus enormes olhos naquela pequena cara, também a brilhar, simplesmente porque conseguia fazer aquela magia tão especial, que os adultos faziam, de juntar letras e saírem palavras.

Gostava de me lembrar do caminho que fazíamos, de casa para a escola e da escola para casa, daqueles dias em que íamos de autocarro - o 56 55 (o meu pai ligou-me a corrigir!) e que às vezes era tinha dois andares - e eu lia tudo o que aparecia no caminho, e os meus enormes olhos brilhavam e sorriam, e os meus pequenos lábios sorriam e eu olhava para o meu pai, com os olhos enormes a brilhar e a pequena boca a sorrir e ele olhava-me de volta, com o ar dele de orgulhoso e sorria-me.

Foi um orgulho para ambos, quando aprendi a ler. Foi magia para os dois. Foi mais um elo de ligação que se criou entre nós os dois. Ele passou a poder oferecer-me livros! As melhores prendas que me pode dar!

Ele deu-me uma vez um livro sobre como se fazia o azeite... E outro sobre como se fazia a borracha... E outro que era "O Livro dos Porquês"... E o D. Quixote... E a Alice No País Das Maravilhas... E Os Lusiadas... E tantos que me fizeram vaijar, sonhar, ser outra noutro local...

Mas mais importante do que os livros, ele deu-me a vontade e o gosto pela leitura!

 

Era uma vez uma menina que aprendeu a ler... e nunca mais parou.

 

 



20
Abr15

Às minhas Amigas do Coração

Mom Sandra

Meus amores, ontem à noite vi este anúncio e lembrei-me de vocês!...

Lembrei-me de nós!

Lembrei-me da nossa fantástica AMIZADE!

Lembrei-me do quanto sinto a vossa falta; a falta dos nossos risos, todos juntos como se de um só se tratasse; a falta das nossas conversas, tantas vezes só nossas; a falta dos nossos abraços, tão apertados e quentes, carinhosos; a falta dos nossos beijos, sentidos, os nossos beijos de amor.

Tenho muitas, mas muitas, saudades nossas!

 

 

 

"O que é que se passa com a Amizade?

Se os amigos são tão importantes na nossa vida,

Como é que temos tão pouca vida para os amigos?

Tudo serve de desculpa!

O trabalho! a família! O sono, o sofá!

Habituámo-nos a adiar encontros, cada vez com menos caracteres.

Conversamos com ecrans, rimos com as teclas e fazemos likes para enganar a saudade...

Mas entre um "não posso" e outro, os grandes amigos vão-se tornando estranhos...

O que é estranho!

As grandes amizades não pedem muito,

Mas pedem manutenção!

Pedem olhares, silêncios, sintonias,

Piadas que mais ninguém percebe.

Pedem tempo!

Mesmo que pareça pouco... vai sempre parecer!

Não precisamos de mil amigos, precisamos de bons amigos!

Muito mais do que imaginamos...

Vá lá!

Liga-lhes e fura-lhes a agenda!

Arranca-os da rotina, das desculpas, seja a que horas for!

Se estiveres de pijama, veste umas calças por cima.

Marca encontro no sitio do costume e façam o que sempre fizeram:

NADA!

Tenham conversas que não levam a lado nenhum,

Contem as mesmas histórias de sempre,

Mas estejam juntos!

Está na hora de pousarmos o telefone e lavantar-mos o copo!

Se não puderes hoje,

Vai amanhã!

Mas vai mesmo!

Se a vida conspira contra a amizade,

Conspiremos juntos para a defender!"

@ Anúncio Super Bock - O que se passa com a amizade?

 

 



10
Abr15

Um irmão é...

Mom Sandra

Sendo hoje o Dia do Irmão, quero aproveitar para falar acerca do que representa, para mim, ser/ter um irmão.

Just Mom Symbol jm.png

 

Quando eu e o maridão começámos a falar acerca de filhos, nunca dissemos que queríamos ter apenas um... Não sei se isso se deveu ao facto de ambos termos irmãos, mas, para nós, ter um único filho era algo que não fazia sentido algum.

 

Desde que soube que estava grávida da Maria que explico à Inês "o que é" ser (e ter) um irmão. Optei por nunca lhe mentir e procurei sempre explicar-lhe o que iria mudar, tanto no nosso relacionamento, como na dinâmica em casa. Expliquei-lhe que não ia deixar de estar com ela para passar a estar com a irmã, mas sim, que o tempo que antes passava só com ela teria de ser partilhado com a irmã.

 

Agora que falo escrevo acerca disto, penso que a palavra que mais vezes usei para definir o relacionamento entre os irmãos foi, de facto, partilhar! E isso elas sabem fazer muito bem. Apesar da diferença de idades entre as ambas - cerca de 5 anos e quase meio - posso dizer que elas não sabem viver uma sem a outra. Posso dizer, também, que quando se compra alguma coisa para uma delas e a outra, por um qualquer motivo não está presente, a que está pergunta sempre "e para a mana?". Posso ainda dizer que, são pouquíssimas as vezes que se zangam a sério - lá de vez em quando têm uns arrufos, porque uma quer brincar a isto e a outra àquilo, mas nada que gere gritos - e nunca, mas nunca mesmo!, se bateram.

 

É muito comum dizer-lhes que os irmãos são as pessoas mais próximas que temos e que mais devemos amar (desculpem-me mães e pais, mas na minha opinião - e sou mãe, filha e irmã - isto é um facto!), que devem ser os nossos melhores amigos, pois é com eles que crescemos, eles são as únicas pessoas que estão connosco na família com quem tecemos uma teia de cumplicidades, eles são os únicos que realmente vivem exactamente a mesma realidade que nós, são eles que nos conhecem desde que nascemos e que sabem todos os nossos segredos de infância, adolescência e idade adulta. Digo-lhes, também, muitas vezes que, o que vivemos entre irmãos é único, é irrepetível e que molda a nossa vida para sempre. 

 

My Sister & I

 

Um irmão é alguém que cresce connosco, alguém com quem partilhamos as mesmas raízes, a mesma história e a mesma memória, alguém tão próximo e de quem nos tornamos cúmplices, alguém com quem partilhamos as mesmas emoções - boas e más - a mesma alegria e a mesma tristeza.

Um irmão é alguém que é tão diferente, mas, ao mesmo tempo tão idêntico.

Um irmão é alguém com quem aprendemos o que é a partilha, a tolerância, a diversidade, a solidariedade, a contrariedade, mas também a reconciliação.

Um irmão é alguém que nos ensina o que é a cooperação e a divisão de tarefas e a entreajuda. É com o irmão que partilhamos as nossas aventuras e as nossas descobertas.

No fundo, um irmão é a nossa metade!

My Sister & I


Quem tem a felicidade de ter irmãos, conhece bem o significado desta pertença.

 

 



10
Abr15

Hoje é Dia dos Irmãos!!! (nos EUA)

Mom Sandra

Hoje, assim que acordámos, ficámos logo a saber que:

 

Brothers & Sisters Day

 

"(O Dia dos Irmãos é uma celebração norte americana que adoptámos mas brevemente pode ser também um dia português. Há essa vontade de criar um Dia dos Irmãos oficial em Portugal. )"

in: Facebook - Rádio Comercial

Foi criada a Petição "31 Maio – Dia dos Irmãos – Instituição" para que o dia 31 de Maio passe a ser o Dia dos Irmãos, cá em Portugal.

 

Apresento-vos as minhas irmãs - a Mana e a Sis - um beijo enorme para as duas!!!

My Sisters

 

 

Facto engraçado: cá em casa, somos todos irmãos!!!

 

 

assinatura.png