Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

12
Nov16

E se fosse amanhã?

Mom Sandra

2016 tem sido um ano com muitas mortes de pessoas significantes para tantos de nós. Pessoas famosas. Ontem foi o dia de mais uma estrela, que tantos encantou, se acender no céu.

 

Ora, tal como todos os comuns mortais, todos estes desaparecimentos deixam-me a pensar na vida, no seu significado, no que alcancei, no que posso mudar, no tempo que me restará e no que ainda quero fazer...

Num exercicio de maior complexidade, tentei forçar a minha mente a ir mais além e a imaginar e se fosse amanhã? Bem, se fosse amanhã a minha bucket list de hoje seria esta:

 

Bucket List.png

 

 Bom fim-de-semana!

 



11
Nov16

E quando não resulta?

Mom Sandra

Fui ao cabeleireiro um destes dias e, enquanto esperava pela minha vez, folheei um livro com cortes de cabelo para ver se encontrava o que queria. Quando me chamaram e me perguntaram como queria cortar, mostrei-lhe as imagens. A primeira tesourada foi longa... O cabelo preso num rabo de cavalo, ao nível dos ombros e zás, zás, zás, zás... em quatro vezes a tesoura cortou uma mão cheia de cabelos que foram direitos para o lixo, sem passarem pelos meus olhos. Não me mostraram e eu não pedi. Desapareceram simplesmente.

Uns minutos depois saí do cabeleireiro como nova. Literalmente. Ainda hoje, e já passaram quase duas semanas, me dizem que nem me conheceram à primeira vista. 

 

(e o título, Mom?)

 

Pois... O que é que não resultou nesta história?... Basicamente, tudo!, senão vejam:

 

Um dia, quando estava em frente ao espelho a examinar minuciosamente os meus cabelos, pensei "bem, os brancos estão escondidos debaixo destes castanhos." Rapidamente, este pequeno pensamento levou-me ao seguinte "Se conseguisse que os brancos se notassem mais, talvez as pessoas percebessem que eu não tenho a idade que aparento." Que me levou ao último pensamento, antes da derradeira decisão "Se cortasse o cabelo, os brancos sobressaíam!" A decisão estava tomada e bem justificada.

 

(Oooooooh! Triste mente aquela que só vê um dos lados!)

 

Uns dias depois, estava no café e chega-se o Sr. Olha ao pé de mim e temos esta conversa:

"Olha, cortaste o cabelo! Fica-te bem, mas digo-te já que não tens idade para ter tantos cabelos brancos."

"Eu não tenho é a idade que pensa que tenho." - respondo calmamente.

"Olha, então que idade é que tens?"

"40."

"Olha, não diria! Estás muito bem conservada para a tua idade!" - vira costas acrescentando - "Não parece nada que tens 40 anos!"

A conversa demorou poucos segundos, o Sr. Olha desapareceu tão rapidamente como apareceu. Ainda agradeci o  elogio, mas acho que já não ouviu.

...E deixou-me com isto no pensamento: "Afinal as pessoas não me vêem mais velha, apenas acrescentam mais cabelos brancos à idade que me davam... Ora bolas!"

 

 

Vale-me que o penteado em si resultou.



11
Nov16

D'Outros Mundos

Mom Sandra

Hoje decidi que este meu post não seria meu.

Decidi ceder este pequeno espaço a um texto de José Navarro de Andrade, que o Valério Romão teve a amabilidade de partilhar com o mundo facebookiano, para que todos o possam ler e pensar no efeito borboleta da globalização.

Aviso de antemão que o conteúdo deste texto é ficção. Pura e simples, ficção. O autor deste texto limitou-se a narrar diversos acontecimentos que nunca aconteceram... Mas são todos possíveis de acontecer.

 

2019

Ainda antes da tomada de posse do 45º Presidente dos Estado Unidos da América começa o êxodo maciço de latinos.
A multidão acumula-se nas fronteiras. Há quem esteja mais de uma semana à espera de passar. Erguem-se os primeiros acampamentos.
O México encerra as fronteiras de Tijuana, Mexicali, Nogales, San Luis Rio Coronado, Sonoyta e Ciudad Juarez por tempo indeterminado para reorganização.
Os tumultos e os incidentes recrudescem no lado americano da fronteira. Já são centenas de milhares que gritam “Volveremos!”. O Presidente Obama decreta o Estado de Emergência e envia a Guarda Nacional. É a sua última medida.
Residentes em El Paso dizem que em Juarez a fuzilaria é incessante dia e noite. Há quem diga ter visto rockets – “It’s a civil war down there.”
Agricultores californianos alarmam o país, não há mão-de-obra para apanhar as colheitas hortícolas. Pela primeira vez na sua história os Estados Unidos têm de importar tomate.
O presidente Trump anuncia que a independência energética será o seu primeiro objectivo e que os EUA apoiarão a produção do fracking custe a quem custar. A Arábia Saudita reduz drasticamente a venda de petróleo e o preço sobe vertiginosamente.

Com o súbito e enorme agravamento das taxas de importação dos EUA, a Mercedes, a BMW e a Audi registam uma queda vertiginosa nas vendas.
Nas eleições federais de 2017 a CDU da Chanceler Merkel tem uma derrota histórica. Larga maioria absoluta para o SPD com o slogan “Deutschland zuerst”.
Declaração do novo Chanceler: “Rejeitamos toda e qualquer forma de expansionismo. A nossa economia tem de assentar no consumo interno.” A Alemanha sai do Euro. Os bancos alemães sofrem um forte investimento do Estado para se restruturarem em função da nova política económica. É lançado um ambicioso plano económico de desenvolvimento para os estados de Mecklenburg-Pomerânia, Brandenburgo, e as duas Saxónias.
A Presidente Marine Le Pen acorda com a Alemanha uma saída simultânea da França e da Alemanha da União Europeia. As diplomacias dos dois países começam a negociar uma miríade de acordos económicos bilaterais entre França, Alemanha, Polónia, República Checa, Hungria, Áustria, Valónia, Flandres, Suíça e países escandinavos.
Os países escandinavos e a Finlândia tomam medidas conjuntas para a revogação no prazo máximo de 60 dias das licenças de residência para todos os cidadãos não-europeus, mesmo os já nascidos em solo nacional. Todas as mesquitas são fechadas, mas o culto em privado é tolerado.
Após o brexit a Escócia torna-se independente por referendo. Em Espanha o governo do Podemos promulga a independência da Catalunha e do País Basco após referendo. Segue-se a Padânia na península Itálica. Primeiras acções armadas independentistas na Córsega.

No já célebre discurso de Tallinn o Presidente Trump declara que os EUA não podem suportar sozinhos a NATO. Os representantes da França e da Turquia interrompem-no dizendo que essa afirmação é falsa.
No dia seguinte há incidentes simultâneos com guardas russos nas fronteiras da Estónia, da Letónia e da Lituânia.
O presidente Putin anuncia a operacionalidade a 100% da capacidade nuclear instalada em Kaliningardo.

Com as exportações para os EUA brutalmente reduzidas, o governo Chinês anuncia que passará a dirigir o seu investimento para a África e os países asiáticos do Índico. Entretanto procede a um ataque em forma às bolsas mundiais. A bolsa de Nova Iorque fecha durante dois dias – é o colapso financeiro nas bancas americana e europeia.
Primeiras trocas de fogo entre a China e o Japão em torno das Ilhas Senkaku / Diaoyu.
A China tenta impedir a passagem de uma esquadra militar dos EUA pelas águas territoriais das nas Ilhas Spratly.
Os vasos de guerra estão frente a frente, o mundo aguarda o discurso de Presidente Trump.

 

 



10
Nov16

Nunca te direi...

Mom Sandra

Nunca te direi as palavras que habitam a minha mente. Palavras minhas. E nossas... Palavras que o tempo não apagou.

Nunca te direi que o que me ensinaste foi ao contrário do que aprendi. E o que aprendi não foi graças a ti.

Nunca te direi que a tua morte não foi hoje. Nem de repente... Mas sim que morreste-me todos os dias um pouco. E que me magoou.

Nunca te direi que já não me fazes falta. Porque não te perdi... Simplesmente cortei. E segui.

Nunca te direi mais.

 



09
Nov16

Humanómetro #1 - vitória do Trump

Mom Sandra

AVISO: Estou em tremendo choque!!!!... 

 

 

Perante este facto, resta-me inaugurar oficialmente o Humanómetro.

 

Humanómetro #1

 

 

Sentindo-me trumpidificada e, sem conseguir quantificar exactamente este acontecimento, apenas declaro que:

perdi a esperança na humanidade por causa dos tantos que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todas as mulheres que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os latino-americanos que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os gays que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os escolheram o mal menor, ao votarem nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os que estão fartos do mesmo e votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os que já não tinham nada a perder e votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os afro-americanos que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos os emigrantes que votaram nele;

perdi a esperança na humanidade por causa de todos aqueles que acreditaram (e acreditam) que a América vai voltar a ser o que era, só porque ele o diz...