Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

03
Mai17

Será mesmo incondicional, o amor pelos pais?

Mom Sandra

Depois de muitos e muitos meses ausente, ontem voltei. De manhã escrevi o post e ainda aproveitei para ler alguns blogs (uns que já lia e outros novos). Já pela noite dentro, fui cuscar as novidades aqui do SAPO.

 

Encontrava-me a dar uma vista de olhos nos posts mais lidos, quando um deles me chamou a atenção. Na verdade, foi o seu título Será mesmo incondicional, o amor pelos filhos? (in: blog Cocó na Fralda) que me aguçou a curiosidade e me levou a ler o post. 

 

 

Depois de o ler o meu pensamento fixou-se na pergunta inversa: Será mesmo incondicional, o amor pelos pais?

 

Até que ponto podemos amar uma mãe (ou pai) que, constantemente, nos agride psicologicamente? Até que ponto podemos amar uma mãe (ou pai) que, constantemente, nos chantageia? Até que ponto podemos amar (e confiar n') uma mãe (ou pai) que, constantemente, nos mente?

 

Durante muitos e muitos anos, pensamos que a culpa é nossa, porque fazemos, ou dizemos, algo errado. Quando este pensamento se torna uma constante, deixamos de dizer as coisas... mais tarde percebemos que entre fazer alguma coisa ou não fazer nada, o resultado é o mesmo - mais violência - e deixamos de tentar "agradar".

 

Por tudo isto e muito mais, o amor vai morrendo, aos poucos... cada dia um pouco mais.

 

 

Já quase no final do post, a Cocó escreve:

Como farão os pais quando descobrem que os filhos que amam são, contra todas as expectativas, monstros?

Que sentimentos lhes crescerão dentro do peito, como ervas daninhas? Como não sentir culpa, sentir que se falhou, que se falhou tão redondamente? Como fica, pelo caminho, o amor próprio, depois de aquilo que devia ser o melhor deles se revelar, afinal, o pior?

Como conseguir a dignidade da árvore, que se mantém inteira mesmo quando um fruto apodrece?

 (in: blog Cocó na Fralda)

 

Eu pego nestas 5 perguntas e refaço-as:

 

Como farão os filhos quando descobrem que a mãe (ou pai) que amam são, contra todas as expectativas, monstros?

Que sentimentos lhes crescem dentro do peito, como ervas daninhas?

Como não sentir culpa? Como não sentir que falhámos, como filhos?

Como fica, pelo caminho, o amor próprio, depois de aquilo que devia ser o melhor se revelar, afinal, o pior?

 

 

Precisei de muitos anos para perceber o "tipo" de mãe que tive. Comecei por tentar afasta-la totalmente da minha vida, mas o saber que a sua maldade ainda magoava quem amo, impedia-me de afasta-la da minha mente. 

Também precisei de muitos anos para conseguir falar abertamente acerca deste assunto... Infelizmente foi preciso um final trágico para o conseguir, mas, finalmente, consegui.

 

O meu amor pela minha mãe já não é incondicional... Na verdade, já não é amor. É, apenas, uma memória.

 

 

 



21
Dez16

O carteiro apita sempre duas vezes

Mom Sandra

Mas na segunda-feira fez questão de não o fazer (passo a redundância)...

 

Entrou neste pequeno arruamento - não sei como o conseguiu sem que o ouvisse - talvez com a moto pela mão (ah pois é!!!, por aqui o carteiro não anda a pé, mas sim de moto), passou pela nossa caixa do correio sem se anunciar e deixou um envelope. Segundos depois desapareceu, da mesma forma como apareceu: em silêncio.

 

Algum tempo passado, vou dar uma volta no pátio e olhei na direcção da caixa do correio. Pareceu-me ter visto algo amarelo dentro da caixa do correio (a porta caiu e consegue-se ver o interior) e aproximei-me para perceber o que era.

 

Qual não é o meu espanto,e felicidade, quando percebo que, lá dentro, estava isto:

 

pai natal secreto IV.1

 

Voltei para dentro de casa a correr e a cantar e, confesso que com um nervoso miudinho, abri o envelope amarelo.

 

pai natal secreto IV.1

 

pai natal secreto IV.1

 

Adoramos os chocolates (já não há nenhum... nem as pratas ficaram!) e os geles(?) - ou serão geis/geies? - de banho cheiram deliciosamente bem!, e o postal é lindíssimo (ficou exposto em cima da lareira)!!!

 

 

Obrigada, ツ Maria (SorrisoIncógnito), pelas lembranças!!!

 

 

 

E em jeito de conclusão, resta-me dizer que, afinal havia outra e eu sem nada saber sorriaaaa* não foi o carteiro que passou - e foi por isso que não o ouvi - mas sim o Pai Natal Secreto IV.1.

 

 

 

*música da Mónica Sintra



14
Jan16

Uma paixão chamada livros

Mom Sandra

Sempre que estou uns quantos dias sem visitar a blogosfera o mundo não pára, como é óbvio! E como não pára, quando consigo um tempinho para ler os "meus blogs", logicamente que há muito para ler! Algumas vezes consigo ler tudo o que quero, mas outras nem por isso... Resultado? Os posts a ler acumulam-se...

Como tento sempre comentar, ou mesmo "favoritar", algum post (o que nem sempre consigo), não se admirem se receberem comentários (ou posts marcados como favoritos) meus, a posts com algumas semanas... ou mesmo meses. É sinal que me estou a actualizar.

 

O que aconteceu hoje foi basicamente, um exemplo daquilo que referi... Eu passo a explicar:

 

Ao ler o fantástico StoneArt, deparei-me com o , uma espécie de maratona/desafio literário, criado no ano passado pela Magda e pela M*, e que, após algumas revisões e alterações, é relançado este ano com o nome: "uma paixão chamada livros".

O desafio consiste em:

 

40 perguntas sobre livros às quais iremos responder, de segunda a sexta, às 15h e com início a 1 de Fevereiro."

in StoneArt Portugal, "Uma paixão chamada livros"

 

O desafio começa no dia 1 de Fevereiro, decorrerá nos dias úteis, sendo publicado às 15 horas, juntamente com a imagem deste post e deverá responder a uma questão sobre, evidentemente, livros... regras simples por uma paixão incurável."

in, Um Mar de Pensamentos, "Uma Paixão Chamada Livros"

 

 

desafio literario.jpg

 

Como adoro um bom desafio, decidi participar no mesmo! (estou tão entusiasmada!!!!)

 

Estas são as famosas 40 perguntas:

 

  1. Top 5 dos livros lidos

  2. Livro detestado

  3. Livro que leste mais vezes

  4. Livro que te desiludiu

  5. Livro mais longo que já leste

  6. Livro mais curto que já leste

  7. Livro que não conseguiste acabar

  8. Livro comovente

  9. Livro hilariante

  10. Livro perturbante

  11. Livro inspirador

  12. Livro para o qual escreverias uma sequela

  13. Livro em cujo universo habitarias

  14. Livro clássico favorito

  15. Livro que custou a ler

  16. Livro que marcou a infância

  17. Livro mais caro da tua estante

  18. Livro do qual nunca te irás separar

  19. Colecção (saga) favorita

  20. Sequela que nunca devia ter sido impressa

  21. Melhor citação (diálogo)

  22. Melhor citação (descrição)

  23. Considerando que o primeiro livro da tua estante é a letra A, o segundo a letra B e por ai adiante, tira o livro correspondente à primeira letra do teu nome. Depois abre na página correspondente à soma do mês e dia em que nasceste. Qual é o quarto parágrafo?

  24. Top 5 dos escritores favoritos

  25. Top 5 das escritoras favoritas

  26. Género literário favorito

  27. Personagem literária favorita

  28. Personagem literária que gostarias de conhecer

  29. Personagem literária que adoras odiar

  30. Personagem literária que nunca devia ter sido criada

  31. Personagem literária secundária que merecia um livro só dela

  32. Personagem literária para a qual escreverias um livro

  33. Personagem literária que não quererias encontrar num beco

  34. A importância da capa do livro

  35. Pior hábito enquanto leitor

  36. Frases típicas que escutas enquanto leitor

  37. Melhor local para ler

  38. Livros em papel ou formato digital

  39. Último livro lido

  40. Próximo livro a ler

  41. Balanço do desafio

 

Neste momento a lista de participação no desafio ainda não está fechada.

Convido-vos a participarem! (e nada de desculpas!)

 



23
Mai15

Desafio: Liebster Award # 832

Mom Sandra

A Tinkerbell, do blog These are a Few of My Favourite Things, nomeou o Just Mom (porque "finalmente posso nomeá-la para um desafio!! :D" - justificação apresentada aqui) para mais um desafio, e eu, como sou uma pessoa fantástica e que quero é que sejam todos muito felizes, decidi que vou responder... again...

 

Este desafio consiste em:

1. Escrever 11 factos sobre nós próprios;

2. Responder às perguntas que nos colocaram;

3. Nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores;

4. Fazer 11 perguntas a esses blogs nomeados;

5. Colocar a foto do Liebster Award no post;

6. Enviar o link do post a quem te nomeou.

 

Liebster Award

 

11 Factos acerca da Mom:

01 - Durante toda a minha vida de estudante, nunca chumbei um ano e só tive de repetir uma disciplina - Sociologia - no 1º ano da faculdade... Demorei dois anos para acabar esta cadeira.

02 - Quando era pequena usei trela, porque desaparecia do pé dos meus pais, em segundos. (fiquei com um enorme trauma!)

03 - Comecei a curtir com o maridão com 14 anos, mas só começamos a namorar uns meses depois, já eu tinha 15 anos.

04 - Calço o 35.

05 - Sou das pessoas mais azaradas que conheço.

06 - É raríssimo beber água (odeio água!).

07 - Gosto tanto do mar que, quando era uma gaiata, o meu pai tinha de me ir buscar à água, porque eu já estava roxa de tanto frio (mas recusava-me a sair).

08 - Em miúda revoltava-me o facto de ter nascido menina (gostava de tudo o que aos rapazes dizia respeito - principalmente roupas e brinquedos - e odiava tudo o que tinha a ver com raparigas) e só me dava com rapazes.

09 - Nunca estudei em escolas públicas.

10 - O país que mais desejo visitar é a Austrália.

11 - A maioria das noticias comento-as com "se fizessem assim ou assado, as coisas eram, de certeza, diferentes". Acho que ainda é possível mudarmos o mundo, o que faz de mim uma pessoa bastante utópica.

 

Estas foram as 11 perguntas que a Tinkerbell escreveu, para serem respondidas:

  1. Partilha uma memória feliz - As primeiras férias a dois com o maridão. Tinha 19 anos. Adorei-as!
  2. Onde gostavas de viver? - Num mundo melhor!
  3. Qual foi a coisa mais non-sense que já fizeste? - Eu sou muito non-sense... Mesmo algumas das coisas más que fiz, foram non-sense
  4. Como gostavas de ser visto/a pelas outras pessoas? - Como o Charlot, pateta mas inteligente.
  5. Que farias se tivesses todo o tempo do mundo? - Nada. Procrastinava.
  6. O que é procrastinação? - É o Dolce Fare Niente...
  7. Se tivesses 15 minutos da atenção do Papa, sobre o que gostarias de conversar? - A forma como a igreja olha para o sexo e para o amor entre duas pessoas.
  8. Se o génio da lâmpada te concedesse 3 desejos, quais seriam? - Acabar com a pobreza no mundo, Acabar com as guerras no mundo e Acabar com as desigualdades sexuais.
  9. O que mais gostaste de ler? - O primeiro livro que li e que nunca esqueci e que releio muitas e muitas vezes - O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry
  10. Que queres ser quando fores grande? - Presidente da República.
  11. Se pudesses acrescentar 1 hora extra a cada dia, a que horas gostavas que fosse? - Qualquer uma depois das 22h...

Como este é um dos desafios que mais se faz na blogosfera, e eu já o fiz algumas centenas de vezes (de acordo com o título foram 832 ) e nomeei alguns milhares de blogs, desta vez não vou nomear ninguém para o fazer, nem vou fazer as perguntas para serem respondidas por outros blogs.

 

 



22
Mai15

Há espaço para todos!!! Não empurrem!!!

Mom Sandra

Estive o dia de ontem, todo, a pensar se devia, ou não, escrever este post.

A verdade é que o escrevi e reescrevi diversas vezes, mas, por achar que estava demasiado agressivo, talvez porque tivesse os nervos à flor da pele, acabei sempre por o apagar...

No entanto, percebi que não consigo, nem posso, ficar calada...

 

Dito isto tudo, cá vai:

 

 

Senhoras e senhores bloggers,

 

Esta blogosfera parece-me ser um mundo enorme, gigantesco, maior ainda do que o nosso planeta real, e, por isso, penso que há espaço, mais do que suficiente, para todos.

 

Sinceramente, eu não percebo a necessidade de alguns bloggers agredirem outros! Sim, porque o que li ontem, vai muito além do sarcasmo ("ironia amarga e dura, por vezes considerada insultuosa"*), da ironia ("expressão ou gesto que a entender, em determinado contexto, o contrário ou algo diferente do que significa"*), do humor negro ("humor que sublinha, com crueza, amargura e por vezes desespero, a absurdidade do mundo"*), ou mesmo de uma brincadeira!

 

O que eu li ontem, é, para mim, uma agressão portanto, consequentemente, cyberbullying e, caso alguém tenha dúvidas acerca do que é cyberbullying, deixo aqui não um, mas dois conceitos:

 

"Humilhação pública

Grande parte das vezes, este fenómeno baseia-se na humilhação pública, recorrendo às redes sociais ou ao envio de mensagens de correio electrónico em massa para outros utilizadores, contendo imagens ou outros conteúdos que coloquem em causa a reputação da vítima."

@ Cyberbullying - internet segura.pt

 

"Cyberbullying é, segundo Belsey, o uso e difusão de uma informação para fins difamatórios, em formato electrónico, através de meios de comunicação como e-mail, SMS, MSN ou Rede Sociais (FaceBook, HI5, etc), em plataformas electrónicas, de difusão de conteúdos, onde um individuo ou grupo pretendem, de forma deliberada e repetida, causar mal estar a outro.

Cyberbullying – O que é? Como Combater? - Pplware

 

 

O que eu li ontem meteu-me nojo!

O que eu li ontem fez-me pensar que algumas pessoas não são só más no mundo real, talvez porque já ninguém lhes liga, essas pessoas têm de ser más, também, neste mundo virtual...

Essas pessoas são cancros na nossa sociedade, são pessoas que não têm uma vida própria, não têm moral, nem educação, nem bases de civismo. São pessoas que não sabem o que é o respeito e não respeitam a vida humana.

É medonho quando algumas pessoas são mesquinhas!, são merdosas!, são ressabiadas!

 

Essas pessoas são umas infelizes...

 

 

* sarcasmo - @ Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

* ironia - @ Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

* humor-negro - @ Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

 

 



Arrumação

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Just Mom @:

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow