Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

Just Mom

Uma autêntica salada russa (eu sei!), mas espero que se divirtam a ler.

26
Ago17

Se é para odiarmos, então que o façamos como deve ser

Mom Sandra

Penso que, tal como todos os outros sentimentos, o ódio é-nos inato. O sentimento em si nasce connosco. O alvo deste sentimento é que nos pode ser ensinado, ou direccionado.

 

Sei que não nascemos propriamente a odiar, mas também não nascemos exacerbados de amor pelos pais.

Começamos por amar quem de nós cuida, quem nos alimenta, nos lava, nos dá os cuidados primários, porque apenas exigimos o mínimo - saciar as necessidades básicas. Com o tempo esse amor passa a abranger quem nos bem trata, nos faz rir, nos ensina, nos conta histórias, porque passamos a interagir conscientemente.

Com o ódio o processo é idêntico, começamos por odiar quem nos faz mal, mais tarde esse sentimento alarga-se a quem ouvimos ser mau.

Acredito que a maior parte dos que são racistas, ou xenófobos, ou homofóbicos, ou o que sejam que promova desigualdade, são-no porque lhes foi incutido que estas pessoas são seres inferiores, ou que nos roubam os empregos, ou outras tantas coisas que usam como pretexto, e não porque "sofreram" na pele maus tratos de quem odeiam.

 

É impossível não odiarmos, eu sei, mas então, e já que o fazemos, sugiro que odiemos quem é realmente mau. Quem maltrata crianças, mulheres e homens só porque sim, quem mata animais por dá cá aquela palha, quem não consegue sentir amor pelo próximo, quem acha que o mundo é o seu umbigo, quem tem maldade nas veias, quem não olha a meios para atingir os fins. Independentemente da raça, sexo, nacionalidade, religião, orientação sexual, etc. 



23
Mai17

Num concerto da Ariana?!

Mom Sandra

Nem queria acreditar quando, à meia noite, vejo a notícia acerca da explosão de uma bomba num concerto da Ariana Grande, em Manchester.

 

As lágrimas encheram-me os olhos, quando ouvi o testemunho de alguém que se encontrava presente, no concerto.

 

Como é que pode ser possível uma coisa destas?!

Estamos a falar de música para adolescentes!

Estamos a falar de um concerto cheio de pais e mães e filhos e adolescentes e crianças!

Estamos a falar de momentos que deveriam ser inesquecíveis, pela magia de se estar perante um ídolo e de o ouvir cantar ao vivo e a cores (muitos pela primeira vez), e não pela monstruosidade que ocorreu!

 

19 mortos e 50 feridos (balanço à 01h20), a maioria jovens... 

 

Isto já não é fanatismo, isto é pura maldade!

 



Arrumação

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Just Mom @:

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow